Nesta sexta-feira (12), às 19h, no Espaço Cultural do IDP (2º subsolo), a chapa CONJURI, eleita na última semana pela Comissão Eleitoral do Centro Acadêmico da Escola de Direito de Brasília (CAEDB), tomará posse. A chapa é formada pelos alunos Tulio Parca - Presidente (5º Semestre); Pedro Yago - Vice-Presidente (5º Semestre); Richarlyane (5º Semestre); Midiane Dias (5º Semestre); Iago Grillo (1º Semesre); Felipe Sodré (4º Semestre); Luísa Alencar Azevedo (1º Semestre); Gabriel Luchetti (4º Semestre). 

O diálogo com a coordenação para consolidar a formação adequada de estudantes foi um dos pontos defendidos pela chapa. Além disso, entre os objetivos propostos está a integração entre os diversos semestres do curso promovendo o networking necessário para as escolhas profissionais, com realização de palestras e workshop. Por fim, essa integração também será promovida por meio dos happy hours e festas ao longo do semestre. 

pdf Clique aqui para baixar a ata da Comissao Eleitoral CAEDB (394 KB)

Veja abaixo as principais propostas defendidas pela CONJURI: 

  • Matéria de férias (verão); 
  • Continuação do jornal, com as principais informações do mundo jurídico, como estágios, eventos acadêmicos; 
  • Apoio os trabalhos acadêmicos, trabalho junto com o CEPES; 
  • Grupo de Estudos exclusivos para alunos; 
  • Identificar quais livros os alunos necessitam para melhorar a composição da biblioteca da faculdade; 
  • Identificar os temas que os alunos preferem na promoção de palestras na faculdade;
  • Fazer convênio com livrarias jurídicas; 
  • Projeto Papelaria do Aluno, onde poderá tirar Xerox e realizar impressão, em um preço melhor; 
  • Realização de mesas redondas e debates, em conjunto com a sociedade de debates; 
  • Incentivo aos grupos de estudos já existentes e criação de novos, trabalho em conjunto com o CEPES; 
  • Projeto de desconto com escola de idiomas; 
  • Avaliação de professores no início do semestre; 
  • Melhoria da monitoria das matérias; 
  • Incentivar o intercâmbio com outras faculdades ;
  • Incentivar o intercâmbio com faculdades estrangeiras;
  • workshop de escritórios de advocacia e de carreiras públicas.