Notícias

A Escola de Direito de Brasília divulga as salas de prova dos inscritos em seu primeiro vestibular. São quase 500 candidatos divididos entre as salas do prédio sede da instituição. A prova será realizada no domingo, 30 de janeiro, a partir das 14h.

Os alunos devem se lembrar de chegar com no mínimo uma hora de antecedência ao local de prova (SGAS 607 – Módulo 49 – Via L2 Sul – Brasília – DF) e levar o material exigido no Manual do Aluno: comprovante de inscrição, documento de identidade utilizado para a inscrição, comprovante de pagamento da taxa de inscrição, caneta esferográfica de tinta azul ou preta, lápis de grafite comum e borracha macia.

Confira no link abaixo a sua sala de prova.

pdf  Quadro de Salas Vestibular 2011.1 (112.97 KB 2011-01-29 15:49:43)

A Escola de Direito de Brasília finalizou na sexta-feira, 28/02, as inscrições para seu primeiro vestibular. Foram quase 500 inscritos para o processo seletivo que farão prova no domingo, 30 de janeiro, a partir das 14h na sede da EDB.

A relação com a sala de aula em que cada aluno fará o vestibular será divulgada no sábado, 30 de janeiro, às 14h. Os inscritos devem ficar atentos para conferir seu local de prova, chegar com o mínimo de 1h de antecedência e trazer o material exigido no Manual do Aluno: comprovante de inscrição, documento de identidade utilizado para a inscrição, comprovante de pagamento da taxa de inscrição, caneta esferográfica de tinta azul ou preta, lápis de grafite comum e borracha macia.

VESTIBULAR ESCOLA DE DIREITO DE BRASÍLIA

Domingo, 30/01, às 14h na sede da EDB (SGAS 607 – Módulo 49 – Via L2 Sul – Brasília – DF).

Inicialmente programadas para encerrarem-se no dia 26/01, as inscrições para o primeiro vestibular da Escola de Direito de Brasília foram prorrogadas até o dia 28 de janeiro. Os interessados, no entanto, devem dirigir-se à secretaria da Escola de Direito de Brasília (SGAS Quadra 607 . Módulo 49 . Via L2 Sul . Brasília-DF) de 9h às 22h, para preencherem a ficha de inscrição e pagarem a taxa, no valor de R$ 50,00, na própria instituição, sem geração de boleto bancário.

A data de 26 de janeiro permanece para as inscrições via site e com geração eletrônica de boleto bancário com vencimento no dia 27/01.

Vestibular Escola de Direito de Brasília

Provas no dia 30/01/2011, 14 horas, na sede da EDB, em Brasília (SGAS 607 – Módulo 49 – Via L2 Sul – Brasília – DF)

O Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP abre as inscrições para o IV Processo Seletivo de Monitoria Acadêmica em Direito, nas modalidades de monitoria de cursos e monitoria de centros, da Instituição. Os interessados devem se inscrever entre os dias 26 de janeiro e 10 de fevereiro, das 8h30 às 12h e das 14h às 20h, na secretaria do IDP. É preciso doar uma lata de leite em pó e apresentar a documentação exigida no edital. O leite em pó arrecadado será doado à obras sociais.

Os aprovados no processo seletivo recebem bolsa de estudo no curso de pós-graduação para o qual realizou a inscrição. Ao todo, serão oferecidas oito vagas e a formação de cadastro de reserva para a monitoria acadêmica. As vagas disponíveis serão nos cursos de Contratos e Responsabilidade Civil, Direito Administrativo, Direito Processual Civil,Direito Penal e Processo Penal, Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, Direito, Políticas Públicas e Gestão Judiciária, Direito Tributário e Finanças Públicas e o Centro de Atividades Complementares (CEAC), sendo uma vaga para cada curso/centro.

Podem se inscrever no processo seletivo os portadores de título de bacharelado em Direito ou declaração de conclusão do curso de graduação em Direito até o início do semestre letivo dos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu, no 1º semestre de 2011. No ato da inscrição, o candidato deve escolher o curso de Pós-Graduação Lato Sensu para o qual concorrerá à bolsa de estudos e desempenhará as atividades da Monitoria.

Caso o candidato opte por exercer as atividades de Monitoria em algum Centro de Atividades Acadêmicas, deve informa-lo no ato da inscrição, bem como para qual curso de Pós-Graduação deseja obter a bolsa de estudos.

Entre as atividades a serem desempenhadas pelos monitores estão o auxílio aos professores das disciplinas no uso dos recursos midiáticos do IDP, rotinas de aulas e métodos de avaliação, criação e manutenção de listas de discussões das turmas, recebimento de sugestões dos alunos para os professores e para toda a instituição; entre outras atividades. Antes do início das aulas, os aprovados no processo de seleção passam por um curso de formação para a monitoria.

AVALIAÇÃO – O processo seletivo é composto de duas fases classificatórias e eliminatórias. A primeira fase compreenderá a elaboração de um texto dissertativo, com base em bibliografia específica indicada no Edital, que será avaliado em itens como clareza do texto e correção gramatical, encadeamento de idéias, capacidade de raciocínio crítico, entre outros.

Na segunda fase os candidatos classificados serão entrevistados pela equipe da coordenação acadêmica do IDP para avaliação do perfil do candidato e sua compatibilidade com o tema escolhido. Nesta fase serão avaliadas a forma de articulação de idéias, a experiência de ensino e pesquisa, as habilidades acadêmicas e a disponibilidade para o exercício da monitoria - principalmente para realização das atividades de Monitoria, incluindo um ou dois plantões semanais.

Confira o edital de abertura do processo seletivo:

icon Edital Monitoria IDP 2011

Mauro Luciano Hauschild, ex-aluno da pós-graduação em Direito Constitucional do Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP, tomou posse, na quarta-feira, 19 de janeiro, como novo presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Estiveram presentes à cerimônia o Ministro do STF e sócio-fundador do IDP, Gilmar Ferreira Mendes, e a diretora-geral do Instituto, Dalide Barbosa Alves Corrêa.

Antes de tomar posse como novo presidente do INSS, Mauro Luciano Hauschild atuou junto à Procuradoria Federal Especializada do INSS em Lajeado (RS), e ainda como procurador regional junto ao INSS em Porto Alegre e no Distrito Federal. Hauschild participou também do Projeto de Modernização da Previdência Social, em Brasília.

Na área de gestão, o novo presidente do INSS é certificado no programa de pós-graduação APG-AMANA-KEY, voltado para a formação de gestores e executivos. Tem ainda cursos em segurança da informação no Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e no Comando da Marinha do Brasil.

Gaúcho de Bom Retiro do Sul, é especialista em Direito Constitucional pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), bacharel em Direito pelo Centro Universitário Ritter dos Reis e licenciado em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Na área acadêmica, exerceu o magistério, ministrando aulas de Matemática; foi diretor da Escola da Advocacia Geral da União (AGU) e também fez parte do corpo editorial da Revista da AGU.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes presidiu nesta segunda-feira (17) painel na II Conferência Mundial de Cortes Constitucionais, que acontece no Rio de Janeiro (RJ). O tema do grupo de trabalho liderado pelo ministro foi "A Independência do Tribunal Constitucional como Instituição".  Representantes de diversos países, como Israel, Líbano, Guiné Bissau, Suíça, Bolívia, Egito, Moldávia, Geórgia, Senegal e África do Sul apresentaram pontos que consideram relevantes para a manutenção dessa independência.

Leia mais:Ministro Gilmar Mendes preside painel na II Conferência Mundial de Cortes Constitucionais

Os cursos de pós-graduação do IDP estão com 15% de desconto para quem se inscrever até o dia 31 de janeiro. São nove opções de curso com previsão de início em fevereiro. As inscrições podem ser feitas pelo site www.idp.edu.br.

Entre as opções de especialização estão Direito, Políticas Públicas e Gestão Judiciária – novo curso do IDP –, Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Processual Civil, Contratos e Responsabilidade Civil, Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, Direito da Regulação, Direito Penal e Processo Penal e Direito Tributário e Finanças Públicas.

Pós-Graduação IDP
Inscrições abertas no site www.idp.edu.br
Desconto de 15% para inscrições até dia 31/01
Informações: 3535-6565 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo." mce_' + path + '\'' + prefix + ':' + addy38232 + '\' target="_blank">'+addy_text38232+'<\/a>'; //-->


Entre os dias 17 e 18 de janeiro o Observatório da Jurisdição Constitucional do Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP estará acompanhando, em tempo real, os debates da 2ª Conferência Mundial de Cortes Constitucionais, no Rio de Janeiro.

Para ficar por dentro de tudo o que acontece no Congresso basta ficar de olho na página do Observatório na rede social Twitter: www.twitter.com/observatorioidp e seguir o perfil. Aproveite também e confira as novidades do IDP no twitter: www.twitter.com/idponline.

Conheça o site da Comissão de Cortes Mundiais: http://www.venice.coe.int/WCCJ/WCCJ_E.asp

As discussões da II Conferência Mundial de Cortes Constitucionais serão iniciadas na segunda-feira (17), após os discursos de boas-vindas do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, e do presidente de Comissão de Veneza, Gianni Buquicchio. A conferência será realizada no Hotel Sofitel, no Rio de Janeiro, e reunirá delegações de mais de 90 países. A programação científica do evento debaterá inicialmente o tema “A separação de poderes e a independência dos tribunais constitucionais e órgãos equivalentes” em sessão plenária a ser coordenada pelo juiz-presidente do Tribunal Constitucional da África do Sul, Sandile Ngcobo, às 11h30.

Após o intervalo para almoço, os participantes se dividirão em três grupos de trabalho. O primeiro deles discutirá “A independência do Tribunal Constitucional como instituição” e será presidido pelo ministro do STF Gilmar Mendes e terá como relator o presidente do Tribunal Constitucional do Benin, Robert Dossou. “A independência do juiz individual” será o tema tratado pelo grupo que terá como presidente o juiz Ian Binnie, do Supremo Tribunal do Canadá, e como relator, o presidente do Tribunal Constitucional de Portugal, Rui Moura Ramos.  O terceiro grupo de trabalho debaterá o tema “Os procedimentos dos tribunais como garantia de independência” sob a coordenação do presidente do Tribunal Constitucional do Peru, Carlos Mesía Ramírez, e terá como relator Mohammed Habchi, juiz do Conselho Constitucional da Argélia.

Na terça-feira (18), será realizada a segunda sessão plenária (às 9h), presidida por Kong-Hyun Lee, juiz do Tribunal Constitucional da República da Coreia. Caberá ao presidente de seção do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, Josep Casadevall, fazer uma apresentação sobre o tema “A independência judicial como direito humano”. O restante da manhã será destinado à apresentação dos relatórios com as conclusões dos três grupos de trabalho formados no dia anterior e à discussão geral. Na terça à tarde (às 14h30), serão realizadas duas sessões plenárias, que serão conduzidas pelo presidente do Tribunal Constitucional da Armênia, Gagik Harutyunyan, e pelo presidente da Comissão de Veneza, Gianni Buquicchio. Em seguida, haverá a apresentação do projeto de estatuto da Conferência Mundial e os discursos de encerramento, proferidos pelos presidentes do STF e da Comissão de Veneza.

Fonte: STF

A 36ª edição da revista Direito Público, publicação do Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP em parceria com a IOB, já está disponível para os leitores.

Neste volume, a Direito Público traz como assunto especial o tema do XIII Congresso Brasiliense de Direito Público, realizado pelo IDP em outubro: Constituição e Desenvolvimento: Propostas e Perspectivas para um Novo Horizonte. Muitos dos palestrantes reproduziram suas palestras de forma escrita para os leitores da Direito Público. Temas como Ações Afirmativas, Sistema Tributário e a Expansão do Poder Judicial são abordados na nova edição.

A Direito Público, revista oficial do Programa de Mestrado do IDP, objetiva ser um espaço de atualização bibliográfica constante para a comunidade acadêmica, bem como de divulgação dos trabalhos publicados pelo corpo discente do Instituto. Seu conselho editorial é composto por juristas de renome, como Álvaro Ricardo de Souza Cruz, Ana Paula Gonçalves Pereira de Barcellos, André Ramos Tavares, Daniel Antonio de Moraes Sarmento, Francisco Fernandez Segado, Gilmar Ferreira Mendes, Ingo Wolfgang Sarlet, Inocêncio Mártires Coelho, Joaquim Brage Camazano, Paulo Gustavo Gonet Branco, Pierdomenico Logroscino. A assinatura da Revista Direito Público pode ser adquirida no site do IDP (WWW.idp.edu.br).

Clique aqui para assinar a revista!